Um pouco sobre os Emuladores e Roms

Olá amigos. Como todos sabem, o principal uso dos portáteis Android Players, como é o caso dos YINLIPS, é a emulação de consoles antigos. Portanto, nada mais justo que trazer à todos um pouco mais da história dos emuladores e das roms.

Como nem sempre as fitas, cds, controles e consoles continuam funcionando hoje em dia, “simular” o funcionamento deles em computadores, portateis, celulares e tablets é a melhor solução.

Considerem este um post introdutório para quem ainda não conhece, ou não sabe para que servem os emuladores e Roms. Em breve irei trazer novidades quanto ao assunto, desde emuladores portáteis que surgiram no mercado, emulação em IOs (emuladores para iPhone e iPad) e ainda, a emulação oficial (no Wii, Ps3, PsVita), cada vez mais popular nos novos consoles, portáteis ou não.



Como ninguém nasce sabendo, sempre é bom um material para apoiar, ensinando todos os passos para utilizar esses incríveis programas. Vamos considerar aqui a emulação em computadores comuns (PCs, desktop ou notebooks).

Os emulações nada mais são que programas de computador que utilizam do processador e demais componentes para simular um outro sistemas, geralmente mais antigo. Existem emuladores de quase todos os videogames que já existiram, consoles e portáteis, e também de computadores que marcaram época.
As Roms são cópias digitais dos jogos originais, convertidas em arquivos digitais. Esses arquivos contém todas as informações necessárias para os jogos funcionarem da mesma maneira que funcionavam em seus sistemas originais.
Os videogames clássicos tem emuladores mais simples, que não exigem um grande computador para funcionar.
Os consoles novos são um caso a parte, exigindo computadores top para rodarem.
Requisitos mínimos (todos os emuladores mais antigos, desde o atari até o supernintendo/megadrive):
Não é preciso um PC monstro para rodar os emuladores
*Processador com mais de 750Mhz (AMD é necessário um pouco mais que isso)
*64 Mb de memória RAM
*Placa de vídeo 3D de pelo menos 16 Mb de memória
*Windows 98 ou superior (recomenda-se um xp)
*Espaço em disco de pelo menos 20 Mb (!)
Hoje em dia a maioria dos computadores existentes e funcionando devem conseguir rodar qualquer jogo dos consoles até a década de 90. À partir do Playstation 2, GameCube e Wii, a tarefa se torna um pouco mais complexa, exigindo placas de vídeo mais potentes e um grande poder de processamento.
Para poder jogar, vc deve:
1° Fazer o download do emulador (que é um programa comum) em uma pasta de seu computador de facil acesso. Todos os emuladores que eu for apresentando aqui no Exorbeo, terão links para você baixar.
2° O arquivo quase sempre estará compactado. No windows xp é simples de extrair normalmente os arquivos compactados. Caso use o windows 98, você precisa de  programas como o winzip ou o winrar para realizar a extração.
3° Baixe a rom (arquivo do jogo que você encontra facilmente no Google, pesquisando por: “rom  “) e salve na mesma pasta do emulador (preferencialmente para facilitar ainda mais o trabalho na hora de iniciar o jogo)
4° Você pode simplesmente arrastar o arquivo da rom sobre o arquivo .exe do emulador, abrindo imediatamente o jogo, ou ainda abrir a rom de dentro do emulador, como faz com qualquer arquivo do word por exemplo.
Conforme for conhecendo o programa, dê uma fuçada nas opções. Lá você poderá alterar controles, configurações da tela e tudo mais.
O controle padrão para o teclado nos emuladores em geral são:
setas de direção (imitam setas do controle original)
teclas Z,X, A, S (teclas de ação nos games) no caso do Supernintendo representa B,Z X, Y, respectivamente
O enter é o start e o backspace o select.
Qualquer joystick funciona e melhora muito a jogabilidade em relação ao teclado.

Não há segredo nenhum para usar tais programas. Os emuladores de Super Nintendo por exemplo, encontram-se em estagio muito avançado de desenvolvimento, funcionando perfeitamente, sem bugs ou problemas. São mais de 6 mil jogos prontos para serem baixados e jogados.